Category

Notícias

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga recebe representantes do setor filantrópico

By Notícias

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga recebe representantes do setor filantrópico

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, recebeu uma comitiva formada pelo presidente da CMB, Mirocles Véras e representantes das Federações Estaduais. Técnicos do Ministério da Economia também estiveram presentes. A presidente da FESFBA, Dora Nunes, participou reunião, realizada no início da noite de terça- feira (26) e que teve como pauta a demanda da campanha Chega de Silêncio, que luta pelo equilíbrio financeiro no pagamento dos serviços prestados pelos hospitais filantrópicos ao Sistema Único de Saúde. Na reunião, o ministro ouviu das lideranças que a demanda não é apenas dos hospitais, mas de toda a sociedade que precisa dos serviços prestados pelas entidades. Os hospitais filantrópicos formam a maior rede de atendimento do SUS, com um total de 1.824 unidades a serviço dos cidadãos brasileiros.

 

#sus #ministrodasaude #filantropia #santacasas #crisenosus #chegadesilêncio

XXIII Marcha a Brasília em defesa dos municípios

By Notícias

A presidente da FESFBA, Dora Nunes, participa do XXIII Marcha a Brasília em defesa dos municípios. O encontro conta com presença do presidente Jair Bolsonaro (PL) e várias autoridades.
Realizada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) desde 1998, a marcha é considerada o maior evento municipalista da América Latina, fundamental para apresentar a pauta prioritária dos gestores locais aos Poderes Legislativo e Executivo, bem como aos órgãos de controle.
A XXIII edição traz o debate das urgências do movimento municipalista e discute as garantias do compromisso deles com um federalismo mais justo e equilibrado.

 

 

Dora Nunes reeleita presidente da FESFBA.

By Destaque, Notícias

Primeira mulher a presidir a Federação das Santas Casas da Bahia( FESFBA), Dora Nunes foi reeleita nesta tarde, para o triênio 2022/2025. A reeleição durante Assembleia Geral, no formato híbrido, (presencial e remoto) contou com a participação de associados da capital e do interior.
A gestão de Dora Nunes, diretora executiva da União Hospitalar São Francisco, no município de Campo Formoso, foi muito bem avaliada pelos associados da FESFBA.
Para Milton Carvalho da Obras Sociais Irmã Dulce( OSID) “os resultados conquistados pela FESFBA traduzem a dedicação e competência de Dora Nunes, que também manifestou grande capacidade de agregar os associados.
A presidente de Honra da Liga Álvaro Bahia contra a Mortalidade Infantil, Rosina Bahia, também ressaltou a gestão de Dora Nunes : ” uma jovem que conquistou a confiança dos associados “.
No início da primeira gestão de Dora Nunes, a FESFBA contava com 19 associados, hoje são 51 . “E pretendemos avançar com o FESFBA Itinerante e conquistar novos associado.”
A presidente da FESFBA destacou a importância da união dos associados para novos avanços do setor filantrópico de saúde na Bahia, agradeceu a participação de todos, a quem creditou o sucesso da sua gestão, tendo conclamado os associados para o novo desafio, agora duplicado com a reeleição.

Diário Oficial prorroga prazo até 31 de dezembro

By NotíciasNo Comments

Foi publicada nesta quinta-feira (29), no Diário Oficial da União, a prorrogação, até 31 de dezembro, da suspensão da obrigatoriedade da manutenção das metas quantitativas e qualitativas contratualizadas pelos prestadores de serviço de saúde de qualquer natureza no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

A CMB vinha se mobilizando intensamente para a validação da lei. “Estamos felizes e gratos por mais uma conquista importante para nossas instituições”, falou o presidente da CMB, Mirocles Véras.

CMB na live da FESFBA sobre Retrospectiva e Perspectiva do setor filantrópico

By NotíciasNo Comments

O presidente da CMB, Mirocles Véras, foi um dos convidados de live comemorativa dos 34 anos da FESFBA (Federação das Santas Casas de Hospitais e Entidades Filantrópicas do Estado da Bahia), com o tema Retrospectiva e Perspectiva para o Setor Filantrópico. Mediada pela presidente da FESFBA, Dora Nunes, a live teve também a participação do deputado federal e presidente da Frente Parlamentar em Apoio às Santas Casas, Antonio Brito.

Véras parabenizou a trajetória e o trabalho da FESFBA, que representa 46 instituições no território baiano e ressaltou o importante papel das entidades no fortalecimento da área e no cumprimento da missão da CMB. “As federações e os hospitais fazem com que a CMB seja o que é hoje. Somos muito gratos ao apoio e à confiança dados para que possamos abrir o diálogo para conquistarmos cada vez mais melhoria para as nossas instituições.

O presidente da CMB agradeceu também ao Parlamento, representado pelo deputado Antonio Brito, no empenho do Legislativo – tanto a Câmara quanto o Senado Federal, para a aprovação de importantes projetos para o setor. “A CMB tem feito um belíssimo trabalho e nós também, para fortalecer cada vez mais o trabalho do setor”, disse Brito.

Em sua explanação, Véras pontuou os desafios dos hospitais filantrópicos diante do subfinanciamento do SUS e falou sobre a expectativa, ao fim da pandemia, do andamento de projeto apresentado pela CMB ao Ministério da Saúde, com ações que garantam a sustentabilidade do setor.

Ainda sobre as perspectivas que vêm sendo trabalhadas pela CMB, Véras destacou a Central de Inteligência de Compras, uma parceria com a Falconi Consultoria e a PG (instituição especializada em gestão de grupo de compras), que visa potencializar o atendimento às demandas de materiais e suprimentos para hospitais da rede CMB. Outra questão destacada foi a Cooperação Técnica com o Fundo Nacional de Saúde (FNS), do Ministério da Saúde, na qual a CMB vai acompanhar e colaborar nas análises e melhorias dos processos e operações de crédito com as garantias dos recebíveis do SUS e, após isso, construir ambientes e condições de buscar melhores condições de financiamento para as instituições no mercado de crédito.

“Os hospitais filantrópicos são o SUS”, salientou o presidente da CMB. “Não exercemos papel complementar, exercemos papel fundamental. Filantrópicos unidos e fortes”, completou Dora.

VERSÃO REDES SOCIAIS CMB

O presidente da CMB, Mirocles Véras, foi um dos convidados de live comemorativa dos 34 anos da FESFBA (Federação das Santas Casas de Hospitais e Entidades Filantrópicas do Estado da Bahia) e que abordou o tema Retrospectiva e Perspectiva para o Setor Filantrópico. Mediada pela presidente da FESFBA, Dora Nunes, a live teve também a participação do deputado federal e presidente da Frente Parlamentar em Apoio às Santas Casas, Antonio Brito.
#cmb #hospitaisfilantropicos #santascasas #sus #saude #fesfba #brasil

VERSÃO INSTAGRAM MIROCLES

Com muita alegria, fui um dos convidados de live comemorativa dos 34 anos da FESFBA (Federação das Santas Casas de Hospitais e Entidades Filantrópicas do Estado da Bahia) e que abordou o tema Retrospectiva e Perspectiva para o Setor Filantrópico. Mediada pela primeira presidente mulher da FESFBA, Dora Nunes, a live teve também a participação do deputado federal e presidente da Frente Parlamentar em Apoio às Santas Casas, Antonio Brito.

Parabenizo à FESFBA pelo valioso trabalho que desempenha e vamos juntos, com as demais federações de todo o país, fortalecer e conquistar mais melhorias para os nossos hospitais e a saúde do povo brasileiro.

#cmb #hospitaisfilantropicos #santascasas #sus #saude #fesfba #brasil

Exigências de novas metas em serviços SUS é vetada

By NotíciasNo Comments

Após forte articulação do deputado federal e presidente da Frente Parlamentar de Apoio às Santas Casas, Hospitais e Entidades Filantrópicas, Antônio Brito, juntamente com a CMB, a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2022 terá vedada a exigência de novas metas para a prestação de serviços ao SUS, no caso de repasse de emendas parlamentares de custeio para as entidades. O projeto segue para sanção do Presidente da República.

Leia mais no site da CMB clicando AQUI

Compras Conjuntas

By NotíciasNo Comments

O Núcleo de compras conjuntas da Fesfba tem como objetivo potencializar a redução de custos e aumentar a rentabilidade de materiais e medicamentos através das aquisições coletivas unificadas. Propõe a seleção de itens comuns às instituições com representatividade financeira e valor agregado.