Planserv reconhece que pleito dos filantrópicos é justo, mas alega falta de recursos para atender